A promotora Tarsila Costa Guimarães, do Ministério Público de Goiás (MPGO), determinou a suspensão do processo licitatório que destinaria R$ 4,5 milhões para o recapeamento asfáltico das vias de Novo Gama.

A Codego (Companhia de Desenvolvimento Econômico de Goiás) acatou a decisão e cancelou a licitação, que seria realizada na semana passada.

De acordo com a denúncia, o documento enviado pela Prefeitura Municipal de Novo Gama indica que iria contemplar avenidas em que o serviço foi realizado recentemente.

Em maio deste ano, Prefeitura de Novo Gama realizou recapeamento de ruas do Pedregal. (Foto: Caique Silva / Ascom)

Em vídeo divulgado nas redes sociais, o vereador Christovam Machado apresentou as fotos anexadas ao documento da prefeitura. Todas as imagens foram registradas antes do recapeamento realizado pela própria prefeitura.

Para o vereador, caso a Codego prosseguisse com a licitação, a verba seria desviada por membros do governo municipal.

Com informações do MP-GO.