No segundo trimestre de 2017, a prefeita Sônia Chaves (PSDB), vice-prefeito Teixeira e secretários do município de Novo Gama receberam aumento absurdo em seus salários. A remuneração de um secretário, por exemplo, foi de 7 mil para 12 mil.

Nesta terça-feira (10), uma liminar do poder Judiciário de Novo Gama suspendeu os reajustes até uma decisão final da justiça. O Ministério Público de Goiás (MP-GO) afirma que trata-se de um “processo legislativo viciado”. O vereador Christovam Machado levou a denúncia ao MP, segundo ele, haverá uma economia de R$ 1 milhão por ano.

Na época, quando o MP questionou os reajustes, a prefeita reduziu em cerca de R$ 2 mil os salários – como o L1 News mostrou nesta matéria em setembro.

Comparação dos salários do Governo Municipal em 2016 e 2017. Fonte: Portal da Transparência

Com informações do DFTV.