L1 News
Por em 21/06/2013 às 18:44

Após reunião com manifestantes, prefeitura decidi reduzir tarifa municipal

Tarifa interestadual deve ser discutida em outra reunião com diretores da VIAN

Após horas de manifestação na GO-520 por melhorias no transporte público, entre outras reivindicações, os líderes do Movimento Comunitário de Novo Gama, formado por líderes comunitários dos bairros do município se reuniram com o prefeito, Everaldo Vidal, o secretário municipal de trasporte, Jucélio Francisco e representantes de todas as empresas e cooperativas que circulam na cidade, em linhas municipais e interestaduais. O Ministério Público e a Agência Nacional de Transporte Terrestre (ANTT) foram chamados, mas não apresentaram representantes.

Após quase duas horas de conversas, o prefeito prometeu aos líderes comunitários que a tarifa do transporte municipal será reduzida a partir da próxima terça-feira (25), mas não soube informar quanto seria o corte. Ele explicou que vai se reunir com as empresas na segunda (24), e fechar um acordo para a redução das passagens.

– Não cabe a mim interferir sobre valores do transporte interestadual, mas prometo que a partir de terça-feira a tarifa municipal será reduzida – disse o prefeito.

Líder comunitário no bairro do Alvorada e membro do movimento, Fagner Costa, explica que os descaso com o transporte público é antigo no município. Ele afirma que tanto as empresas como a (ANTT) estão desrespeitando os moradores que necessitam utilizar os coletivos.

– Além da melhoria dos ônibus, queremos a redução das passagens, que inclusive é a mais cara do mundo. A ANTT, em uma manifestação em 2010, prometeu uma licitação de novos empresas e até agora nada – reclama o manifestante.

Estiveram presentes na reunião o prefeito Everaldo Vital, líderes do movimento e representantes da empresas de transporte público que circulam no município.

Estiveram presentes na reunião o prefeito Everaldo Vital, líderes do movimento e representantes da empresas de transporte público que circulam no município.

Entre os representantes da empresas, a Viação Anapolina enviou  os diretores dos terminais do Novo Gama, Francisco Ribeiro e do Lago Azul, Antônio Coimbra. Eles informaram que quem estabelece o valor tarifário é a ANTT, e explicaram que, em seus atuais cargos, não têm autonomia para reduzir as tarifas no município.

– Este assunto deve ser tratado em uma reunião de vocês [manifestante] com a ANTT  e os diretores da empresa – disse Coimbra, em conversa com os líderes do movimento.

Pela Grande Brasília, o presidente da cooperativa, Marcos, assumiu a dificuldade e as más condições dos coletivos, mas disse que dentro de 15 a 30 dias a cooperativa estará com novos ônibus circulando na região.

– Nós adquirimos 50 novos ônibus e um terreno para construção de uma garagem. Acreditamos que até dezembro teremos uma nova frota e um terminal de qualidade para atender a população – disse o presidente da entidade.

Além do transporte público, os moradores aproveitaram a oportunidade para cobrar da prefeitura melhorias nos bairros, como iluminação pública, recapeamento da pavimentação asfáltica, regularização da coleta de lixo, além de outros problemas que precisam ser solucionados. O prefeito Everaldo explicou a dificuldade em resolver todos os problemas em pouco tempo de governo, mas disse que pretende resolver a situação o quanto antes.

Com faixas, manifestantes foram às ruas.

Com faixas, manifestantes foram às ruas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *